Siga!

Novidade

RECEBA convida guitarrista do Baiana System, Roberto Barreto, para bate-papo nesta quarta-feira, 13

Rede de Artistas e Produtores da Bahia realiza atividade hibrida pela primeira vez, recebendo convidados na Casa do Hip-Hop, em Salvador, e transmitindo a conversa on-line através do canal de YouTube do coletivo

Foto: Filipe Cartaxo

Depois de organizar uma série de ações online em 2020 e 2021, a rede Receba realiza nesta quarta (13), a partir das 19h, seu primeiro encontro híbrido. O evento acontece na Casa do Hip-Hop, na Praça Quincas Berro D’Água no Pelourinho, e traz o guitarrista e fundador do BaianaSystem Roberto Barreto como convidado. A noite ainda conta com apresentações de artistas da rede. A entrada é gratuita e o ingresso pode ser retirado no Sympla. O encontro também conta com transmissão ao vivo pelo YouTube a partir das 20h no canal do Receba.

O “Receba Convida: Roberto Barreto” aborda o tema “Identidade Artística e Processos Criativos da Música”. A ideia é explorar a experiência do guitarrista, que também é produtor musical e jornalista, em uma conversa sobre pesquisa de influências, referências e mescla de ritmos para o desenvolvimento de projetos originais.

O talento de “Robertinho” dispensa apresentações, mas a experiência vai muito além do seu projeto atual, o Baiana System. Roberto Barreto formou a banda Lampirônicos, com a qual fez um trabalho de pesquisa com ritmos nordestinos mesclados com rock e elementos de música pop e eletrônica. Ele também já tocou com bandas e artistas como Dionorina, Walter Queiroz, Ivete Sangalo, Timbalada, Lucas Santtana, Davi Moraes, Pepeu Gomes e Ramiro Musotto. Já o RECEBA, é uma iniciativa colaborativa de criatividade da cena cultural e artística baiana, o Receba – Rede de Artistas e Produtores/as da Bahia – surgiu como resposta à drástica redução na demanda de trabalho dos produtores, técnicos, músicos e demais profissionais do setor. Nascida, a princípio, como rede de apoio para qualificação e suporte técnico para realização de lives caseiras, ela se consolidou a partir de uma visão de união e senso de parceria.

Escrito por

Beatriz Almeida é jornalista, pesquisadora da musicalidade baiana feminina, sobretudo no pagode, e pós graduanda em Gestão de Projetos e Metodologias Ágeis. Atua como Gerente de Projetos da plataforma Pagode Por Elas, MGMT da artista Amanda Rosa, da Chapada Diamantina, e também como consultora de projetos, planejamento estratégico e negócios dentro da Economia Criativa, Entretenimento e Música. Através do @ageminianaplanejadora compartilha sobre seu processo como multiprofissional freelancer e empreendedora.

Comente!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA MAIS

“ORGULHO DE SER” AMPLIFICA VOZES CONTRA A INTOLER NCIA E REAFIRMA A REPRESENTATIVIDADE NA MPB

Editorial

COM MARCOS VALLE, 19º EDIÇÃO DO NO AR COQUETEL MOLOTOV PROMETE SER ESTRELAR

Novidade

ZAINA WOZ canta a desilusão e o desejo de liberdade emocional em “Tua Pele Nua”

Lançamento

“Floresça”: Brenô nos convida a refletir sobre o cotidiano em novo discco

Lançamento

S.O.M. — Sistema Operacional da Música — Desenvolvido por Mídia NINJA, Fora do Eixo e Hacker Space.

Connect