Siga!

Indica

Brune estreia com clipe para o single “Lua Azul”

O registro aborda crises ambientais e a forma como nos relacionamos com a natureza

Foto: Lis Guedes

Brune apresenta o clipe de “Lua Azul“, seu primeiro single, gravado na Represa Piraquara e no Moinho Curitibano em Curitiba. A capital paranaense sofre uma crise hídrica além de ter que lidar com a pandemia do corona vírus. Esses temas são abordados por Brune em sua obra.

“O lançamento dessa música se dá em um momento politicamente conturbado, no qual diversas dificuldades aparecem, mas também a saída: arte, cultura. Curitiba, que é a cidade onde nos encontramos, vive uma crise hídrica, as represas estão quase vazias, situação que também buscamos documentar no clipe. Além disso, a nível nacional observa-se um enorme descaso com a população, que morre por Covid ou fome, além de um estado inteiro sem energia elétrica. Todos os dias alguma família negra chora de luto por algum parente. Semana passada, vi professores ficando mais de uma semana sem comer em greve e ninguém se importando com isso. Fica a pergunta, que mãe alimentará os sobreviventes?”, questiona Brune, citando a letra da música.

A lírica poética e poderosa conversa com o ouvinte sobre questões atuais como a destruição da natureza, queimadas em territórios florestais, águas poluídas, a seca e outras pautas que carecem de atenção. A melodia tem um clima enérgico, solar e latino que casa bem com a vivência neste continente presente também na letra da faixa.

 

Raízes e influências

Foto: Lis Guedes

Para além da vivência enquanto pessoa não-binária, Brune carrega a experiência como artista de rua tendo transitado por caminhos do Uruguai, Argentina, Bolívia, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Pernambuco.

As referências de Brune poéticas passam por Luiza Lian, MC Tha, Luedji Luna e Ludmilla, e se encontra com a oralidade das obras de João Cabral de Melo Neto e Hilda Hilst. Brune se dedica à poesia, composição, performance e organização de encontros culturais – o Constelar Sarau Colaborativo e o Erótico Sarau.

Brune tem também um selo criado ano passado, a Tripa, de forma independente e coletiva cria fanzines para a circulação da poesia independente LGBTQIA+. Agora a artista apresenta “Lua Azul” que nos dá um gosto do que vem em 2021 com o lançamento do EP “Ametista“. O trabalho conta com a produção de Leonardo Gumiero, participação dos músicos Barbara Maciel (guitarra), Tiago Barbosa (bateria) e os artistas convidados Klüber e Mayah.

Escrito por

Comente!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA MAIS

CAMARONES ORQUESTRA GUITARRÍSTICA E MANOEL CORDEIRO ANUNCIAM PARCERIA EM ÁLBUM DE INÉDITAS

Lançamento

Mulheres do fim do mundo!

Coberturas

Demarcação: Marina Peralta debate os direitos dos povos originários em novo single

Lançamento

Porto Musical chega em sua 10ª edição e marca cena da música brasileira no séc XXI

Novidade

S.O.M. — Sistema Operacional da Música — Desenvolvido por Mídia NINJA, Fora do Eixo e Hacker Space.

Connect