Siga!

Novidade

ITAMAR ASSUMPÇÃO, CAROLINA DE JESUS E +: PERSONALIDADES NEGRAS GANHARÃO ESTÁTUAS EM SP

Foto: Divulgação

A cidade de São Paulo terá cinco novas estátuas em homenagem a personalidades negras que fizeram história no país. O número ainda é pouco, considerando que há apenas 5 estátuas de personalidades negras de mais de 300 em toda a cidade. A prefeitura de São Paulo deu o informe após grande pressão popular contra estátuas que homenageiam bandeirantes, torturadores e outros responsáveis pela escravidão de negros e indígenas no Brasil.

Como personalidades homenageadas serão:

Carolina Maria de Jesus

A escritora Carolina Maria de Jesus, no Parque Linear Parelheiros. Nascida em Sacramento, Estado de Minas Gerais, viveu grande parte de sua vida na favela de Canindé, Zona Norte de São Paulo. Carolina foi uma das maiores escritoras, poetisas e compositoras brasileiras, uma de suas obras de destaque foi “Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada”, publicado em 1960. Sua obra é reconhecida mundialmente, tendo publicações nos Estados Unidos, documentário gravado pela TV alemã West Germans, entre outros destaques internacionais.

Neste ano a UFRJ concedeu o título de Doutora Honoris Causa à escritora.

Foto: UFRJ/Divulgação

 

Itamar Assumpção

O cantor e compositor Itamar Assumpção, em local a definir. Itamar nasceu no interior de São Paulo, em Tietê, cresceu ouvindo os batuques do candomblé e mais tarde revolucionou a cena paulistana dos anos 1980 e 1990. Irreverente, o artista expandiu o entendimento da música, com suas experimentações deixando um legado ímpar à cultura brasileira.

Foto: Divulgação

Geraldo Filme

O sambista Geraldo Filme, na Praça David Raw, na Barra Funda. Tio Gê – uma das alcunhas pelas quais era conhecido – uniu todas as tribos mesmo! O sambista era amado por todas as escolas de sambas, fez samba-enredo para a Unidos do Peruche e está eternizado na memória da Vai-Vai. Você encontra sua lírica nas vozes de Beth Carvalho, Osvaldinho da Cuíca, no grupo A Barca, entre outros.

Foto: Folhapress

 

Adhemar Ferreira da Silva

O campeão olímpico no salto triplo Adhemar Ferreira da Silva, no canteiro central da Avenida Braz Leme, em Casa Verde. Adhemar foi o primeiro em tudo: Primeiro bicampeão olímpico do país, primeiro atleta sul-americano bicampeão olímpico em eventos individuais, primeiro atleta a quebrar a barreira dos 16m, e bateu o recorde mundial de salto triplo 5 vezes. Não uma, não duas, mas 5 vezes. O atleta também foi ouro nas Olímpiadas de 1952 em Helsinque, ouro nas Olímpiadas de Melbourne em 1956, entre outros campeonatos.

Foto: Acervo familiar

Deolinda Madre

A sambista Deolinda Madre, uma madrinha Eunice, na Praça da Liberdade. Vamos voltar pra música?! Deolinda fundou uma das primeiras escolas de samba em São Paulo, a Lavapés, lá em 1930. A escola foi campeã 7 vezes só entre 1950 e 1960. É interessante notar que ela fez a mobilização da nova escola, durante o Estado Novo de Getúlio Vargas.

Foto: Arquivo pessoal

 

 

Escrito por

Comente!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA MAIS

Marcelo Amaro Marcelo Amaro

“FAZER SAMBA É UM ATO POLÍTICO”, DESTACA MARCELO AMARO

Entrevista

De Rio a Mar De Rio a Mar

SARA ABREU TRAZ FORÇA FEMININA EM EP “DE RIO A-MAR”

Lançamento

Dias Dias

Dias estreia entre MPB e Samba com “Bandeira”

Indica

Diabo à Quatro Diabo à Quatro

Diabo à Quatro lança primeiro disco com “choro” e alegria

Lançamento

S.O.M. — Sistema Operacional da Música — Desenvolvido por Mídia NINJA, Fora do Eixo e Hacker Space.

Connect