Siga!

Editorial

Zona de Propulsão: Mercado musical acessível e sustentável

Criativas concorrem a prêmios apresentando soluções para a música

A segunda edição da Zona de Propulsão está rolando, durante a 18ª edição da Feira da Música em parceria com a Mídia Ninja, Prodisc, Oi Labsonica, SEBRAE e apoio institucional do Governo do Ceara.

A Zona é um espaço hackathon para encontro de pessoas dispostas a criar tecnologias acessíveis com foco no setor cultural. Reunindo designers, artistas, desenvolvedores, gestores de projetos, trabalhadores da acessibilidade, empreendedores e quem mais quiser ajudar na construção de um mercado musical mais sustentável. Mais de 35 mentores e 25 jurados vão guiar os times e avaliar os projetos, as melhores soluções receberão prêmios de R$ 5 mil (1º lugar), R$ 3 mil (2º lugar) e R$ 2 mil (3º lugar).

Ivan Ferraro idealizador da Feira da Música deu início contextualizando a história, passando pela edição passada com a Zona de Propulsão onde o S.O.M nasce como plataforma de aceleração cultural. Em seguida, Branca Schulz gestora da NINJA Hacker Space e coordenadora da Zona de Propulsão, fez uma introdução à maratona e completou:

“Não optamos por caminhos fáceis, enquanto coletivo, a gente entende acessibilidade, diversidade e software livre, imprescindíveis para criar tecnologias humanizadas.”

Branca pediu uma salva de palmas para Camila Britto, mentora na edição passada, representante da Barco Hacker, que faleceu após uma luta contra o câncer. A descrição da imagem foi feita por todos, enquanto Anijielle fazia a tradução de libras. “Meu nome é Branca, sou uma mulher de cabelos cumpridos castanhos, olhos pequenos, castanhos escuros, pele branca, cabelo solto, cabelo médio, e minha camisa é listrada.”, descreveu a coordenadora.

Tivemos a fala de Talles Lopes apresentando o Sistema Operacional da Música, S.O.M, plataforma de aceleração cultural acessível, aproximando público, artista, produtores e toda cadeia produtiva em um desenvolvimento sustentável do mercado.

Após a apresentação dos mentores e uma dinâmica proposta pela coordenadora Paula Marques, as participantes foram apresentadas às mesas de diálogos que são os desafios da Zona de Propulsão: Mapa da Música, Monetização, Profissionalização, Agenda e Fórum. Para cada uma os participantes estão pensando soluções, melhorias, desenvolvimento de projetos. Cada equipe é formada por 3 a 5 pessoas e em suas composições devem participar desenvolvedores, músicos, designers produtores, participantes de diferentes áreas.

Ao longo de 15 dias as equipes recebem mentoria e se encontram, além de terem acesso a workshops de capacitação de projetos parceiros da Zona de Propulsão. No fim de semana, durante a Feira da Música na plataforma Oasi.vc, as propostas vencedoras serão votadas pelo juri durante o evento de premiação.

Acompanhe a Zona de Propulsão durante a Feira. Garanta seu passaporte grátis:

feiradamusica.com.br

CONHEÇA A OASI E SINTA NOVAMENTE!

Escrito por

Jornalista, escreveu para Hits Perdidos e Música Pavê, atualmente Editor em Sistema Operacional da Música, S.O.M.

Comente!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA MAIS

ITAMAR ASSUMPÇÃO, CAROLINA DE JESUS E +: PERSONALIDADES NEGRAS GANHARÃO ESTÁTUAS EM SP

Novidade

Música e sexo Música e sexo

Música e sexo: um relacionamento que pode dar certo

Artigo

Gali Galó: O nascimento do Queernejo

Entrevista

Foto: Caroline Bittencourt Foto: Caroline Bittencourt

Poéticas de se comer com os ouvidos: Iara Rennó lança álbum “AfrodisíacA”

Lançamento

S.O.M. — Sistema Operacional da Música — Desenvolvido por Mídia NINJA, Fora do Eixo e Hacker Space.

Connect